quarta-feira, 13 de março de 2013

Procurador manda PF apurar novos repasses do mensalão


Carlos Eduardo Cherem 

Do UOL, em Belo Horizonte

O Ministério Público Federal em Minas Gerais decidiu nesta quarta-feira (13) pedir à PF (Policia Federal) que abra um inquérito policial para investigar possíveis novos repasses de dinheiro para abastecer o esquema do mensalão. A decisão é do procurador Leonardo Augusto Melo, do Núcleo de Patrimônio Público, após analisar o material encaminhado a Minas Gerais pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, em fevereiro.
A apuração vai englobar recursos que não constam no processo julgado ano passado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e foi suscitada pelo depoimento de Marcos Valério, um dos operadores do esquema. As declarações foram dadas em meio ao julgamento do caso e envolveram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, segundo Valério, recebeu recursos do esquema.
O mensalão foi descrito pela Procuradoria-Geral da República como um esquema clandestino de financiamento político organizado pelo PT para garantir apoio ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Congresso em 2003 e 2004, logo após a chegada dos petistas ao poder.
O julgamento do caso no STF começou em 2 de agosto, teve 53 sessões, se estendeu por quatro meses e meio, até 17 de dezembro, e transcorreu em meio às eleições municipais.
Entre os 25 condenados figuram nomes como José Dirceu, ex-ministro-chefe da Casa Civil do governo Lula, o ex-presidente do PT José Genoino, seu ex-tesoureiro Delúbio Soares e o atual deputado João Paulo Cunha. Durante o julgamento do processo, um dos operadores do esquema, o publicitário Marcos Valério prestou novo depoimento, em setembro, em que afirmou que Lula teria recebido recursos do esquema.
Além do pedido à PF, o procurador Melo remeteu o processo ao Ministério Público Federal, em Brasília, a quem ele julgou mais adequado para que se investigue o caso
Valério --condenado a mais de 40 anos de prisão pelo STF-- disse em seu depoimento que o ex-presidente sabia do esquema do mensalão. De acordo com a denúncia de Valério, cerca de R$ 100 mil do esquema foram usados para pagar despesas pessoais de Lula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário